Notícias

Servidor municipal de é morto ao reagir para defender namorada de tentativa de estupro


Brasil Net

Caso aconteceu na madrugada de domingo (12), e polícia tenta localizar o autor do crime

Foto: Ilustrativa
Segundo a PM, suspeito levou a namorada do servidor para uma mata, mas desistiu de estuprá-la

Um servidor da prefeitura de Pato Branco, no oeste do Paraná, foi morto com um tiro na cabeça ao reagir contra um suspeito que tentava estuprar a namorada dele, segundo a Polícia Militar (PM).

O caso aconteceu na madrugada de domingo (12), na Rua José Fraron. Guilherme Ambrosini, de 32 anos, ocupava a função de chefe do Órgão Gestor do Transporte Coletivo municipal.

Conforme relato da namorada à PM, o suspeito rendeu o casal na Rua Belmiro Michelin e tentou amarrar Guilherme para violentá-la. O namorado, conforme informado pela polícia, reagiu e foi baleado.

Após o disparo, segundo a polícia, o suspeito levou a mulher para a orla da mata, mas desistiu de cometer o estupro e mandou que ela saísse do local com o carro do casal.

A prefeitura de Pato Branco divulgou nota sobre o caso, em que disse que a administração municipal "está abalada com o fato e envia condolências aos familiares".

Segundo o município, as forças policiais estão focadas a identificar o autor do crime.

O velório iniciou na manhã de domingo, na Capela Mortuária Nossa Senhora Aparecida, em Pato Branco e o sepultamento foi marcado para ocorrer no Cemitério Portal do Céu, na segunda-feira (13).

CN INSTITUCIONAL


Fonte: Redação CN Notícias, com informações do G1 Paraná
FACCREI - VESTIBULAR DE VERÃO 2022