Notícias

Homem armado faz reféns em condomínio e obriga radialista a transmitir ação pela internet


Brasil Net

Segundo a PM, ele havia fugido após trocar tiros com policiais em uma abordagem por tráfico de drogas, em Curitiba

Foto: Reprodução/RPC
O homem se entregou à polícia após exigir que moradores feitos reféns fizessem transmissão pela internet

Um radialista foi forçado a fazer uma transmissão pela internet no momento em que era feito refém, com a família, por um suspeito que invadiu o apartamento dele, em Curitiba, na noite de domingo (5).

Segundo a Polícia Militar (PM), o homem que rendeu a família havia fugido após entrar em confronto com policiais em uma abordagem por denúncia de tráfico de drogas. Na mesma ocorrência, outros dois homens fugiram em um carro.

O suspeito entrou no condomínio, conforme a polícia e exigiu que os moradores transmitissem a ação pelas redes sociais, alegando ter medo de ser morto ao se entregar aos policiais.

Radialista: "A gente está de refém aqui no meu apartamento agora. Estamos em cinco pessoas, e o rapaz que está colocando a gente de refém está tranquilo, apenas pedindo segurança para poder sair. Estamos ao vivo. Você quer falar, amigo?"

Suspeito: "É. Eu quero me entregar sem morrer".

Em outro trecho da transmissão ao vivo, o radialista, que atua com programas jornalísticos em veículos de Curitiba, comentou sobre o momento de tensão que vivia diante da ação do suspeito.

"É a reportagem mais difícil que eu faço em toda a minha vida. Desde 2001 trabalhando com rádio, com televisão, essa é a reportagem mais difícil que eu faço. Mas eu tenho certeza que vai acabar tudo bem", disse.

O suspeito se entregou à polícia, após negociação, ainda sob transmissão ao vivo feita pelo celular do radialista. Ele foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes.

Nenhum dos moradores foi ferido, conforme a PM.

A polícia informou que os outros dois suspeitos que fugiram em um carro após a primeira troca de tiros entraram em um novo confronto com a PM, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Um deles foi morto a tiros e o outro foi preso e também encaminhado à Central de Flagrantes.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do G1 Paraná
FACCREI - VESTIBULAR DE VERÃO 2022