Notícias

‘Estou cag... se o senhor está se ofendendo’, diz promotor a advogado em Curitiba


Brasil Net

O advogado questionou o palavreado usado e ele retrucou dizendo que esse é 'seu vocabulário'

Foto: Reprodução
O bate-boca ocorreu na última terça-feira, 19, em sessão do Tribunal do Júri

Na sustentação oral de um caso de homicídio qualificado, o promotor de Justiça João Milton Salles, ao ser questionado, disse ao advogado Luis Gustavo Janiszewski, da defesa, ‘estar cagando’ se ele estava se ofendendo. O bate-boca ocorreu na última terça-feira, 19, em sessão do Tribunal do Júri de Curitiba. O vídeo viralizou e a OAB Paraná divulgou uma nota de repúdio, em que diz considerar o comportamento do representante do Ministério Público ‘um desprezo à atividade da advocacia’.

Durante a sessão, o advogado questionou Salles sobre comentários feitos a respeito de uma advogada que participou do caso. “Doutor, só para entender: agora o senhor vai falar mal dos profissionais e da defesa como um todo?”, questionou, dizendo que estava começando a ficar ofendido.

O promotor então respondeu exaltado: “Eu estou cagando se o senhor está se ofendendo”. O advogado questionou o palavreado usado e ele retrucou dizendo que esse é ‘seu vocabulário’. “Eu sou promotor de Justiça há 24 anos, eu visto o meu papel de promotor de Justiça e é isso que vou dizer aqui”, acrescentou.

Em nota de repúdio, a OAB diz ‘repudiar de forma veemente o tratamento dispensado pelo representante do Ministério Público à advocacia’ e que ‘não tolera e repudia o uso de palavras de menosprezo e ofensivas à advocacia’.

A instituição ainda afirma que vai recorrer à Corregedoria do Ministério Público para apurar os possíveis excessos cometidos pelo promotor.

 

Assista ao vídeo:

CN INSTITUCIONAL


Fonte: Redação CN Notícias, com informações do Estadão Conteúdo