Notícias

Alec Baldwin mata diretora ao atirar acidentalmente durante gravação filme


Brasil Net

Ator teria disparado acidentalmente o tiro durante ensaios de uma cena, atingindo fatalmente a diretora de fotografia e ferindo o diretor do filme

Foto: Reprodução
Alec Baldwin e a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, morta em set de filmagem

O ator Alec Baldwin teria disparado tiros, acidentalmente, durante as filmagens de seu próximo filme, o faroeste "Rust", matando a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, de 42 anos, e ferindo o diretor do filme, Joel Souza, de 48. Segundo Juan Rios, porta-voz do gabinete do xerife no Condado de Santa Fé, no Novo México, local das gravações, as circunstâncias do tiroteio estão sendo investigadas.

Rios disse que o tiroteio no Rancho Bonanza Creek aconteceu no meio de uma cena que estava sendo ensaiada. "Estamos tentando determinar, agora, como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo", disse ele, acrescentando que as autoridades não haviam entrado com nenhuma acusação contra ninguém da equipe de produção.

Alec Baldwin tem um histórico de desentendimentos com a polícia. Em 2014, ele foi preso depois de andar de bicicleta na direção errada na Quinta Avenida, em Manhattan, Nova York.

Em 2019, Baldwin se declarou culpado de assédio no Tribunal Criminal de Manhattan e concordou em fazer um curso de gerenciamento de raiva, para desfazer-se das acusações por ter agredido um homem numa disputa de vaga de estacionamento.

O ator se manifestou sobre o incidente afirmando que  “Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e nossa colega profundamente admirada. Estou cooperando totalmente com a investigação policial para resolver como essa tragédia ocorreu”, afirmou o artista em sua conta do Twitter.

“Estou em contato com o marido dela, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna”, completou.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações dos portais iG e Jovem Pan