Notícias

Vereadora tem veículo danificado e acredita sofrer represália


Brasil Net

Recentemente a vereadora foi um dos cinco parlamentares que votaram a favor da criação do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+

Foto: Divulgação
Um papiloscopista identificou diversas digitais no veículo e o caso será investigado pela Polícia Civil

A vereadora Lu Oliveira (PL) registrou um boletim de ocorrência por danos em seu veículo na noite de terça-feira (19) em Londrina. De acordo com a parlamentar, o veículo estava estacionamento em frente ao Estádio do Café e, ao sair da partida entre Londrina Esporte Clube e Goiás Esporte Clube, pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, se deparou com o veículo destruído.

“Estava saindo do Estádio do Café com minha família e meu carro estava estacionando em frente, perto das cadeiras cativas, e também próximo de outros veículos, e somente o meu que foi atacado. O farol dianteiro direito foi quebrado, o capô foi riscado profundamente e a lataria do lado esquerdo também foi riscado bem fundo. Além disso, um dos pneus foi furado por três cortes de faca”, afirmou a vereadora.

 Na oportunidade, Lu Oliveira afirmou que o caso pode ter sido uma represália por conta de sua atuação na Câmara Municipal de Londrina. Recentemente, a vereadora foi um dos cinco parlamentares que votaram a favor da criação do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas LGBTQIA+. O projeto de lei precisava de, no mínimo, 10 votos favoráveis para ser aprovado. Com essa decisão, o projeto foi arquivado.

“Queria entender a motivação e porquê de tanto ódio para cometer um ato tão horrível. As pessoas estão radicais em seus pensamentos e acabam não conversando e discutindo seus pontos de vista. Falamos tanto de diálogo, respeito e empatia mas há pessoas que não sabem o significado dessas palavras”, complementou.

Após o caso, a vereadora esteve no 2º Distrito Policial. Na ocasião, um papiloscopista identificou diversas digitais no veículo e o caso será investigado pela Polícia Civil.

“Hoje o ataque foi contra o meu carro. Mas minha preocupação é que mediante a esta loucura e a falta de respeito, o ataque amanhã pode ser contra minha integridade ou até mesmo contra pessoas da minha família”, salientou.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: Redação CN Notícias, com informações da Rádio Paiquerê FM News