Notícias

Mulher leva 5 tiros na cabeça, sobrevive e denuncia vizinho à polícia


Brasil Net

O acusado foi preso e confessou o crime

Foto: Arquivo Pessoal
Crime ocorreu em Birigui, interior de SP

Uma tentativa de homicídio chamou a atenção dos moradores de Birigui, no interior de SP. Uma mulher de 38 anos levou cinco tiros na cabeça, mas permaneceu consciente e denunciou o atirador para a polícia, levando à prisão do suspeito. Ele confessou o crime.

O caso aconteceu na noite de quarta-feira (17), na cidade que fica a 510 km de São Paulo e segundo o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de tentativa de homicídio e ao chegar ao local indicado, encontrou a vítima caída no chão, na calçada nas proximidades da casa em que ela reside.

Os policiais ficaram surpresos ao notar que ela levou cinco tiros na cabeça e mesmo assim, estava consciente. A vítima contou aos PMs que o atirador foi seu vizinho, um calçadista de 27 anos, que segundo seu relato, disparou várias vezes em direção a ela.

As autoridades entraram em contato com o Corpo de Bombeiros, que rapidamente chegou ao local e levou a vítima, ainda consciente, para o Pronto-Socorro de Birigui.

O local do crime foi isolado para a realização de perícia e neste momento, os policiais informaram que o vizinho, suposto responsável pela tentativa de homicídio, apareceu no local negando a autoria dos disparos.

O homem explicou que estava no mercado fazendo compras e ao chegar à casa de uma cunhada, recebeu uma ligação de familiares com a informação de que estava sendo acusado de ter tentado assassinar a vizinha.

Mesmo diante das alegações do homem, a PM decidiu levá-lo para a delegacia a fim de prestar depoimento. Diante do investigador e do delegado, o acusado acabou confessando o crime e justificou que tudo aconteceu no meio de uma briga.

O calçadista contou aos policiais a versão de que estava no meio de uma discussão com a vizinha, que ela teria o acusado de ser "cafetão" e de que ele supostamente estaria vendendo sua esposa para o marido dela. Ele disse que neste momento teria perdido o controle e atirado contra a mulher.

O delegado foi até o Pronto-Socorro e uma equipe médica informou que foram encontrados quatro projéteis alojados na cabeça da vítima, sendo um na têmpora esquerda, outro na direita, um na parte superior e o último no osso da parte de baixo.

Mesmo assim, a mulher continuava consciente e confirmou as informações para o delegado, afirmando que a maior parte dos tiros aconteceu quando ela já estava caída no chão.

O homem foi preso em flagrante por tentativa de homicídio por motivo fútil e encaminhado à cadeia de Penápolis.

A vítima foi encaminhada para a Santa Casa de Araçatuba para passar por avaliação neurológica a fim de decidir o que seria feito com os projéteis. Ela segue internada na unidade.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal Uol
HANGAR 14