Notícias

Carro elétrico de 24 mil reais é sucesso na China


Brasil Net

O Wuling Hong Guang Mini EV, um carro elétrico que rapidamente conquistou os motoristas chineses

Foto: Divulgação
O carro compacto provou ser um enorme sucesso entre os chineses e pode chegar a outros mercados

Um veículo elétrico barato, vendido na China por cerca de US$ 4.500 (R$ 24 mil), está se tornando mais popular do que os automóveis sofisticados do mesmo tipo da montadora norte-americana Tesla.

O carro compacto provou ser um enorme sucesso para a empresa estatal SAIC Motor, a maior montadora da China.

Com o nome de Hong Guang Mini EV, o veículo foi desenvolvido numa parceria comercial com a General Motors (GM), uma das gigantes do setor.

Embora as versões mais simples do Hong Guang Mini EV sejam as mais populares, há modelos com ar condicionado que custam cerca de US$ 5 mil (R$ 27 mil). Esses carros são comercializados como "uma ferramenta de transporte do povo".

Especialistas em automóveis disseram que, embora o carro chinês esteja claramente atrás da Tesla no que diz respeito à bateria, alcance e desempenho, sua conveniência e baixo preço o tornaram um dos veículos baseados em novas fontes de energia mais vendidos da China.

Lançado no ano passado, o modelo básico atinge uma velocidade máxima de 100 km/h e pode acomodar quatro pessoas apertadas.

Para promover esses novos carros, o governo chinês oferece garantias aos compradores e até isenção de taxas e impostos.

Em muitas cidades, a aquisição de um carro com motor a gasolina pode levar meses, senão anos, porque dependem de um sistema de leilão.

O Hong Guang Mini EV está sendo construído em uma joint venture conhecida como Wuling com a gigante automobilística americana General Motors (GM)

O minúsculo carro elétrico vendeu 25.778 unidades no último mês de janeiro, de acordo com a Associação de Carros de Passeio da China.

Acredita-se que o Hong Guang Mini EV possa ficar disponível no exterior, a SAIC Motor e a GM já anunciaram que pretendem exportar o modelo para outras economias em breve.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da BBC Brasil
SEMANA 01 Faccrei