Notícias

Cornélio Procópio ainda não tem previsão para o retorno das aulas presenciais na rede municipal


Brasil Net

A volta gradual das atividades em sala de aula vai depender de sinal verdade da Secretaria de Saúde

Foto: Ataíde Cuqui
Maria Lídia: Retorno será controlado e com autorização da Saúde

A rede escolar municipal de Cornélio Procópio, que concentra o maior número de estudantes no município, ainda não  tem previsão para o retorno das atividades escolares presenciais paralisadas em virtude da pandemia do novo Coronavírus. Tudo vai depender do andamento da Covid-19 no município.

Como medida de precaução pelo aumento do contágio de alunos e professoras pela doença, as aulas presenciais estão paralisadas desde o ano passado quando a doença ganhou maiores proporções.  A rede municipal conta com 15 escolas e 10 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs).

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, professora Maria Lídia Funari, as atividades só serão retomadas com autorização da Secretaria Municipal da Saúde. Ela disse  que  ainda não há nenhuma  definição técnica para a retomada das atividades presenciais.

“Estamos analisando e tomando todas as providências para quando a Saúde sinalizar para que possa haver um retorno controlado, seguro e dentro das normas, aí,  retomaremos à normalidade”, disse a secretária.

A secretária Informou ainda que a sua secretaria já está de posse de todos os materiais necessários para o atendimento às escolas e já iniciou uma pesquisa com pais de alunos de quarto e quinto anos no sentido de levantar interesse de cada um em mandar seus filhos para a escola.

“Será uma atitude espontânea. Os pais é que vão resolver se terão a segurança necessário para  mandar os seus filhos à escola”, reforçou.

As atividades, segundo ela, seguem sem alterações.  O que a secretaria está  fazendo no momento  é estudar e analisar como será esse retorno presencial. Por enquanto a rede municipal está com o sistema de atividades impressas em que os pais têm que ir semanalmente à escola para retirar suas atividades.

Maria Lídia informou também que a partir de agora, será iniciado um processo de monitoramento com as equipes das escolas com vistas às medidas que serão adotadas nesses estabelecimentos.

“Tudo está sendo feito com muito cuidado. Estamos analisando todas as possibilidades e, se houver o retorno, será com os alunos maiores, de 4º e 5º anos e gradativamente”, complementou.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com texto de Ataíde Cuqui
SEMANA 01 Faccrei