Notícias

Com alta de casos de Covid, Saúde descarta retorno das aulas culpando feriados e campanhas eleitorais


Brasil Net

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, a alta nos números da doença não representa a 'segunda onda'

Foto: Ilustrativa
A Secretaria afirmou ainda que a transmissão do vírus segue sendo comunitária e

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA-PR) orientou, na quinta-feira (19), pela impossibilidade de retorno das aulas presenciais neste momento. A posição vem após um “aumento significativo” nos casos de Covid-19 no estado.

De acordo com a SESA, a alta nos números da doença não representa a ‘segunda onda’ e é reflexo da maior circulação de pessoas, por conta dos recentes feriados prolongados e da campanha eleitoral.

A Secretaria afirmou ainda que a transmissão do vírus segue sendo comunitária e ressaltou a importância das medidas de prevenção, como distanciamento social, isolamento domiciliar e utilização de máscara.

“A SESA vem adotando medidas transparentes e responsáveis do ponto de vista sanitário desde o início da pandemia, que não acabou”, conclui o comunicado.

Paraná e Curitiba têm registrado números recordes de casos de Covid-19. No último boletim, divulgado nesta quarta-feira (18), o Paraná confirmou mais 1.328 casos e 35 mortes em decorrência da infecção. Já o informe mais recente da doença na capital, de quinta-feira, aponta 1.381 novos casos e nove mortes de moradores da cidade.

É o terceiro dia seguido em que Curitiba registra recorde de novos casos de coronavírus. Outro número que chama a atenção é o de casos ativos, com 8.415, maior da pandemia. No total, a cidade teve até agora 1.602 mortes e 64.030 casos.

No Paraná, os dados acumulados do monitoramento da doença somam 243.654 casos e 5.742 mortos em decorrência da doença.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal Bem Paraná
Novidades Faccrei