Notícias

Da fama à fila dos R$ 600: auxílio emergencial foi pedido por 30 ex-BBBs


Brasil Net

O reality show representa bem a realidade brasileira: enquanto uns ganham fortuna, outros tantos precisam ralar para garantir o sustento

Foto: Divulgação
O benefício de R$ 600 por mês foi pedido por 30 ex-BBBs

No imaginário popular, o Big Brother Brasil é um atalho para a riqueza. Esse sonho se tornou realidade para algumas pessoas, como a atriz Grazi Massafera e a apresentadora Sabrina Sato. Mas a maioria das histórias dos ex-BBBs não tem esse desfecho.

Para cada Grazi ou Sabrina, há muitos ex-BBBs bem distantes da fama e do dinheiro. Prova disso? A quantidade de brothers que pediram o auxílio emergencial criado pelo governo federal para diminuir os efeitos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus e ajudar pessoas de baixa renda, trabalhadores autônomos ou informais e microempreendedores individuais (MEIs).

O benefício de R$ 600 por mês foi pedido por 30 ex-BBBs: um em cada 10 participantes do reality show, aproximadamente. Ao todo, a atração da TV Globo teve 320 pretendentes ao prêmio máximo, que era de R$ 1,5 milhão na última edição do programa.

O núcleo de jornalismo de dados do portal Metrópoles cruzou a lista de ex-participantes do programa e dos beneficiários do auxílio emergencial para descobrir quem estava recebendo a contribuição do governo. Em seguida, a reportagem entrou em contato com todos para ouvir suas histórias e descartar eventuais casos de homônimos e fraudes.

Entre os nomes usados em fraudes, estão os de três ex-BBBs presentes na 20ª edição, deste ano. Daniel Lenhardt, Flayslane da Silva e Ivy Barbosa. Eles negaram ter realizado o pedido e disseram ser vítimas de golpes.

Eliane Kheirredine, conhecida como Lia Khey, participou da décima edição do programa e está na lista de beneficiados, além de Analice de Souza, a primeira eliminada do BBB 12, Marcos Antonio Caruso Júnior, o Caruso, 9º eliminado do BBB 2018, O professor de Educação Física Giulliano Ciarelli, ex-participante do BBB5, a ex-integrante do elenco do BBB14, Jakeline Leal Lucena, Solange Cristina Couto Maria, a Sol Veja, da quarta edição, Manoela Latini Gavassi Francisno (Manu Gavassi – BBB 2020), Marcos Aurélio Viegas de Carvalho (BBB 2018), Marien dos Reis y Carretero (BBB 2013), Tamires Peloso Peixoto (Desistente do BBB 2015) e Vanessa Cristina Soares Dias (Tina – BBB 2002), Alan Possamais Barbosa (BBB19), Ana Paula Costa Agustinho (BBB18), Bruna Maria Tavares (BBB7), Fernando Carlos de Medeiros (BBB15) e Luan Patrício dos Santos Rosa, do BBB15.

A reportagem não conseguiu contato com Uilliam Cardoso Carvalho, conhecido como Uil, o quinto eliminado do BBB 2010.

Nem mesmo a vitória no programa garante uma vida fácil dali em diante. Três vencedores do BBB estão entre os beneficiários do auxílio emergencial. Gecilda da Silva Santos, nacionalmente conhecida como Cida, ficou em primeiro no BBB4, levando o prêmio de R$ 500 mil, Nilza Viana dos Santos, a Mara, vencedora do BBB 2006, que não respondeu a reportagem e Rodrigo Fraga Leonel, o “Cowboy”, que respondeu, por meio da assessoria de imprensa: “Não é fraude”. Questionado sobre se o pedido realmente foi feito por ele, a reportagem não obteve respostas.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal Metrópoles
Novidades Faccrei