Notícias

Aulas presenciais voltam em setembro no Paraná e terão rodízio semanal com ensino remoto, diz governo


Brasil Net

O Retorno presencial ainda não tem o dia definido; protocolo prevê volta gradual começando pelos alunos do 3º ano do ensino médio e do 9º ano do fundamental

Foto: Ilustrativa
Os responsáveis poderão optar por não mandar o estudante para a escola

As aulas presenciais voltarão em setembro no Paraná, segundo o diretor-geral da Secretaria de Estado da Educação (SEED), Gláucio Dias. A afirmação foi feita em entrevista à RPC, NA quinta-feira (30). O ensino presencial está suspenso desde 20 de março no estado.

"A volta será no mês de setembro, ainda não há definição sobre início ou fim de setembro. Isso será definido nos próximos 15 dias", afirmou o diretor-geral.

Segundo ele, mesmo assim é possível que o desenvolvimento da pandemia altere a retomada. Dias afirmou também que as aulas poderão voltar no estado todo ou em parte das regiões.

O protocolo de volta às aulas no Paraná, obtido com exclusividade pela RPC, prevê a divisão dos alunos em grupos que se revezarão semanalmente entre aulas online e presenciais. O documento foi aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

O retorno será feito de forma gradual, primeiro com os alunos do 3º ano do ensino médio e do 9º ano do fundamental.

O ensino híbrido valerá para alunos a partir do 6º ano do ensino fundamental. Mesmo assim, os responsáveis poderão mandar o estudante para a escola ou não. Eles assinarão um termo de consentimento para aulas presenciais.

Nas redes municipal, até o 5º ano do ensino fundamental, e particular o método será facultativo. Ou seja, as instituições poderão optar por ficar somente no ensino remoto, sem as aulas presenciais, conforme o comitê estadual que elaborou o protocolo. Porém, as regras para ensino presencial precisarão ser respeitadas.

O grupo, que foi criado em junho para discutir o retorno das atividades presenciais nas escolas, é formado por representantes de escolas públicas e privadas, Ministério Público, professores, pais e alunos.

Na rede estadual, os alunos têm aulas remotas desde abril. No início de julho, o governador Ratinho Junior (PSD) afirmou que dificilmente o retorno ocorreria antes de setembro.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do G1 Paraná
Novidades Faccrei