Notícias

China constrói hospital de 1000 leitos em 10 dias para tratar coronavírus


Brasil Net

O hospital foi construído na cidade de Wuhan – considerada o epicentro da epidemia

Foto: © Divulgação/Casa.com.br
Hospital Wuhan Huoshenshan, a instalação de 25.000 m²

Frente à crescente infecção da população por uma cepa desconhecida do coronavírus, o governo chinês iniciou a rápida construção de um hospital com 1000 leitos na cidade de Wuhan – considerada o epicentro da epidemia.

Chamada Hospital Wuhan Huoshenshan, a instalação de 25.000 m² está sendo construída no distrito de Caidian, ao oeste da cidade, como tentativa de conter e tratar pacientes suspeitos de contrair a patologia.

Até o dia 27 de janeiro, 81 pessoas morreram e 2.744 tiveram confirmação da infecção. Taiwan, Hong Kong, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Singapura, EUA, França, Nepal, Austrália, Malásia e França também registraram casos do vírus. Até agora, não há nenhum registro no Brasil.

Segundo o chefe do departamento de epidemiologia do Instituto Pasteur de Paris, Arnaud Fontanet, o vírus atual é 80% idêntico geneticamente ao da Sars. Acredita-se que a fonte primária do surto tenha origem animal e que um mercado de peixe e animais vivos tenha sido o epicentro do vírus.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Infectologia, há casos assintomáticos, infecções de vias áreas superiores semelhantes às do resfriados e casos graves com pneumonia e insuficiência respiratória aguda.

Fotografias aéreas tiradas no final da semana passada mostraram cerca de 60 escavadores limpando o local, enquanto a emissora estatal CGTN está mostrando imagens ao vivo do trabalho, que progride dia e noite.

A instalação de quarentena está sendo construída com elementos pré-fabricados e deve ser inaugurada em 3 de fevereiro, apenas 10 dias após o início da construção. Seu projeto é baseado no Hospital Xiaotangshan, construído dentro de uma semana em Pequim durante o surto de SARS em 2003.

 “A China tem um histórico de fazer as coisas rapidamente, mesmo em projetos monumentais como este”, disse Yanzhong Huang, pesquisador sênior de saúde global do Conselho de Relações Exteriores.

O governo local também está construindo uma segunda instalação maior em Wuhan, que será chamada de Hospital Leishenshan. Espera-se que este hospital seja inaugurado em 15 dias.

Para restringir a propagação do vírus, o governo também decidiu cercar a população de 60 milhões da província – promulgando restrições de viagem completas ou parciais em toda a província.

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do MSN Notícias
Novidades Faccrei