Notícias

Datafolha mostra que católicos são maioria e 1 em cada 10 não tem religião


Brasil Net

50% dos brasileiros são católicos, 31%, evangélicos e 10% não têm religião, diz Datafolha

Foto: Ilustrativa
Católicos são maioria no Brasil

Uma pesquisa Datafolha publicada na segunda-feira (13), pelo jornal “Folha de São Paulo” aponta que 50% dos brasileiros são católicos, 31%, evangélicos, 10% não têm religião definida e 1% é ateu. Entre outras crenças, 3% se declararam espíritas, 2% umbandistas e 0,3% judaicas.

Ainda de acordo com o levantamento, as mulheres representam 58% dos evangélicos e são 51% entre os católicos.

A pesquisa foi feita nos dias 5 e 6 de dezembro do ano passado, com 2.948 entrevistados em 176 municípios de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O universo evangélico é mais negro do que o católico. Somados, os que se declaram negros ou pardos são 59% no primeiro grupo e 55% no segundo. Já os brancos, no catolicismo, são 36%, contra 30% do outro grande front cristão.

A porção de jovens crentes, como o grupo se autodenomina, é de 19% e pareia com a média nacional, 18%. Já os católicos nessa faixa etária (16 a 24 anos) são mais escassos, 13%.

Quanto mais velho for, maior a chance de preferir o papa a um pastor: 25% da turma com 60 anos ou mais segue a linha do Vaticano, e 16%, a evangélica.

As rendas familiares não diferem tanto assim entre um filão religioso e outro. Quase metade dos dois blocos ganha até dois salários mínimos, e 2% de cada um deles dizem viver com mais de 10 salários mínimos.

A maior parte dos evangélicos e católicos são pessoas com escolaridade até o ensino médio (49% e 42%).

Por região, os evangélicos se concentram em maior parte no Norte (39%), onde vem desaguando com mais força enquanto os católicos estão mais representados no Nordeste (59%), empatado com o Centro-Oeste como área menos povoada do país.

A pesquisa do Datafolha ouviu 2.948 pessoas em 176 municípios de todo o país  entre os dias 5 e 6 de dezembro do ano passado. As entrevistas foram feitas pessoalmente, em locais de grande circulação. O instituto afirma que o nível de confiança dos resultados é de 95%. A margem de confiança é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da Folhapress e Revista Veja
Novidades Faccrei