Notícias

Nova ponte Brasil-Paraguai está 90% concluída, mas obras no lado paraguaio estão atrasadas


Brasil Net

O projeto busca desafogar tráfego da Ponte da Amizade e ligará Foz do Iguaçu à cidade paraguaia Presidente Franco

Foto: Marcos Landim/RPC Foz do Iguaçu
Faltam apenas 17 metros para que obra seja concluída

Faltam cerca de 17 metros para a conclusão da obra da segunda ponte que ligará Brasil e Paraguai. A Ponte Internacional da Integração vai ligar Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, à cidade paraguaia de Presidente Franco.

A previsão é a obra ser concluída até o fim do ano. Porém, a abertura para a passagem dos veículos poderá demorar mais tempo. Isso porque o acesso do lado paraguaio ainda não está pronto.

Além disso, estruturas como a da aduana - onde devem ficar os fiscais e agentes de controle da fronteira - ainda não começaram.

A licitação para a aduana, por exemplo, saiu nos últimos dias e a empresa vendedora tem até um ano para concluir o projeto.

O engenheiro responsável pelas obras complementares no Paraguai, Hugo Arce, disse que o trânsito não será liberado assim que a ponte ficar pronta. A justificativa dele é haver diferença no cronograma de obras fundamentais numa ligação internacional.

De acordo com o coordenador da obra no lado paraguaio, as equipes estão finalizando as aduelas, estruturas pré-fabricadas de aço.

Uma estrada de terra, com pista simples e dezenas de propriedades rurais no entorno, é que leva ao local das obras em Presidente Franco. A rua que dará acesso à ponte ainda precisa ser duplicada.

Para isso, as propriedades rurais, casas e pequenos comércios precisam ser desapropriados e demolidos. Patrício Mendes, por exemplo, é morador da região e sabe que não poderá mais ficar no local.

A ponte será do tipo estaiado, com 760 metros de comprimento. Na parte central, terá duas torres de sustentação, com 120 metros de altura cada. A pista será simples, com 3,7 metros de largura de cada lado, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro.

Serão necessários cerca de 550 quilômetros de cabos de aço para fazer a sustentação da ponte, quilometragem que é a distância entre Foz do Iguaçu e Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná.

Os cabos de aço são colocados dentro de estais, estruturas de sustentação que se estendem pela ponte.

Quando for finalizada, a obra terá um vão-livre de 470 metros, o maior da América Latina.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: Redação CN Notícias, com informações do G1 Paraná
FACCREI - VESTIBULAR DE VERÃO 2022