Notícias

‘Moro não disse nem sim nem não, mas os ventos mudam’, diz Álvaro Dias


Brasil Net

Para o senador paranaense, o ex-ministro é o melhor nome do Podemos para as eleições presidenciais de 2022

Foto: Divulgação
O Senador Álvaro Dias e o ex-juiz da "Lava a Jato "Sérgio Moro.

O lançamento do nome do ex-juiz  Sérgio Moro à presidência da República é um sonho da sigla como afirmou recentemente a presidente do Podemos, Renata Abreu.

Em entrevista para na manhã de quarta-feira (21), o Senador Álvaro Dias afirmou que este é um nome interessante a ser testado eleitoralmente e que o magistrado avalia o convite.

A resposta ocorrerá em outubro, mas Moro não teria dito nem sim nem não, segundo o senador

Política é como a nuvem, os ventos mudam de lugar, a nuvem muda de lugar conforme a força dos ventos.

Dias garante que, se Moro realmente se colocar para enfrentamento político, certamente será pelo Podemos. “Esse desejo ele já manifestou”, afirmou.

A eventual candidatura de Moro seria a melhor aposta do Podemos, na opinião de Álvaro Dias, pelo protagonismo que exerce na história recente da política no país. “Ora, quem prendeu Lula, prendeu muitos criminosos, prendeu colarinho branco, poderosos da corrupção?”.

E complementou:

“Certamente é um nome interessante para ser testado eleitoralmente”.

Em entrevistas recentes, tanto o presidente Jair Bolsonaro como o ex-presidente Lula desdenharam da candidatura de uma terceira via para as Eleições 2022. Para Dias, há um temor de que o centro encontre um nome para representá-lo e que, para os adversários, a disputa direta seria a única viável.

O ‘Bolsolula’ teme a terceira via. Ambos desejam que o adversário seja o outro. É o melhor dos mundos para ambos. Isso já se desenhou em 2018, quando a polarização acabou acontecendo e nós assistimos ao dizimar das candidaturas ao centro.

O senador paranaense, porém, acredita que em 2022 será diferente.

“Imagino que o cidadão brasileiro já constatou que neste enfrentamento da extrema direita com a extrema esquerda, a vitória é do caos. Já sabemos que ocorre o caos quando esse extremismo extravagante, agressivo, que nos horroriza em algumas oportunidades, se estabelece.”

Sobre a própria candidatura, Dias informou que ainda não sabe se concorrerá ao Senado e que aguarda uma definição nacional para as eleições. “Imagino que até outubro já possamos ter um indicativo para a presidência e aí ficará mais fácil entender o panorama regional.”

O senador disse que prefere aguardar a convocação do partido a seguir por um desejo pessoal, a exemplo do que fez em 2018. “Eu adoto outra postura na política. Sei que muitos não acreditam, muitos imaginam político sempre como oportunista, disposto a levar vantagem sempore, e não é meu caso.”

Nas últimas eleições, quando Dias era visto em situação tranquila para concorrer ao governo do Paraná, ele atendeu ao chamado do partido e foi candidato à presidência da República. “Vamos ter essa definição no momento adequado.”

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da Banda B