Notícias

Suspeitos invadem Unidade de Saúde e levam materiais para tratar pacientes com Covid-19


Brasil Net

Ação aconteceu na madrugada desta sexta-feira (11) e foi descoberta por funcionários ao chegarem para trabalhar

Foto: Divulgação
Até medicamentos foram furtados, além da bagunça deixada no local

Funcionários que chegaram para trabalhar, na manhã desta sexta-feira (11), encontraram a Unidade de Saúde Augusta, que fica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), arrombada. Vários materiais necessários para tratar pacientes com Covid-19 foram levados.

Conforme os funcionários, os suspeitos arrombaram o portão e depois a porta de acesso à ala Covid da unidade. Eles bagunçaram todo o espaço.

Do local, os profissionais perceberam que foram levados cilindros de oxigênio, oxímetro, material de intubação, balança, aspirador de secreções e caixa de luvas e álcool. Até medicamentos foram furtados.

Sem se identificar, uma das funcionárias lamentou o que viu.

“Que situação, em plena pandemia, as pessoas precisando de atendimento. Não podemos nem chamar de cidadão quem faz isso com uma unidade de saúde. Isso é muito grave”.

O supervisor do Distrito Sanitário, Cleverson Fragozo, disse que a cena encontrada pelos funcionários foi deplorável.

“A equipe está trabalhando há 15 meses sem parar nesse período da pandemia, dando um esforço enorme para atender a população, para chegar e ver o espaço arrebentado dessa maneira”, disse.

Uma equipe da Guarda Municipal esteve no local, coletou informações e registrou a ocorrência. Ninguém foi preso.

Por causa da pandemia, a unidade tinha sido transformada em espaço para atendimento de pacientes de Covid-19. Por lá, segundo a prefeitura, passam por dia cerca de 100 pessoas, que são casos moderados.

Segundo os funcionários, o atendimento não foi suspenso, mas quem chegou para atendimento teve que aguardar os profissionais organizarem o local, o que afetou o tempo de espera.

Quem paga a conta, conforme o supervisor do Distrito Sanitário, é sempre a população.

“Tivemos que reorganizar todo o espaço, vamos ter que pedir reposição, é um período que a população fica no prejuízo porque tem que aguardar mais tempo para ser atendida. Muito triste”.

A unidade solicitou à prefeitura a reposição dos materiais furtados e isso deve ser feito até o fim da tarde.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do G1 Paraná