Notícias

Vacinas contra Covid-19 são vendidas pelo Whatsapp


Brasil Net

Preços mais baixos e prazos menores de entrega são algumas das promessas dos vendedores

Foto: O Antagonista
Mercado paralelo tem venda de vacinas contra a Covid-19 de origem duvidosa

É possível encontrar oferta de imunizantes contra a Covid-19 por meio da internet e até negociar pelo WhatsApp, segundo revelou uma reportagem do jornal 'Estadão'. É possível receber, via o mensageiro, uma proposta de 20 milhões de doses do modelo de Oxford-AstraZeneca, por cerca de R$ 26,50 cada um. A oferta, porém, não tem garantia de entrega ou aval da fabricante.

A oferta de doses foi feita pela empresa alemã GB Trading, que vende luvas, máscaras e álcool em gel pela internet. A reportagem do jornal entrou em contato com a empresa fingindo querer os imunizantes.

A exigência da empresa foi pagar metade do valor antecipadamente. Cobrado sobre provas de que a compra é segura, o vendedor se esquivou, ficou irritado e negou ser um golpista.

A compra de tais imunizantes de origem duvidosa pode ser impulsionado pela polêmica referente à compra das doses por empresas privadas. Empresários querendo fular a fira da vacinação também podem ser potenciais compradores das tais doses.

Como foi o caso de empresários de Minas Gerais. Em tentativa clandestina de furar a fila da vacina, eles receberam soro em vez do imunizante da Pfizer, segundo suspeitas da Polícia Federal.

As fabricantes das vacinas já autorizadas no Brasil afirmam que só vendem ao Ministério da Saúde e a iniciativas como a Covax Facility, consórcio liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal iG de Notícias