Notícias

Paraná tem o melhor fevereiro da história na geração de empregos


Brasil Net

O Estado abriu 41.616 postos de trabalho formais em fevereiro, resultado 62,5% superior à antiga marca, de 2014, quando foram criadas 25.612 vagas

Foto: Gilson Abreu/AEN
É também 68% maior do que o obtido no mesmo período do ano passado (24.774)

O Paraná emplacou mais um recorde na geração de empregos formais em 2021. A abertura dos 41.616 postos de trabalho significou o melhor desempenho para um mês de fevereiro durante a série histórica do Estado, que começou a ser calculada em 1996. O resultado é 62,5% superior à antiga marca, de 2014, quando foram criadas 25.612 vagas. É também 68% maior do que o obtido no mesmo período do ano passado (24.774).

“O foco do Governo do Estado tem de ser gerar emprego e renda para a população. É isso que vai fazer com que as pessoas melhorem de vida e o Paraná se desenvolva. Estamos atentos, buscando dar todas as condições necessárias para que o Paraná receba cada vez mais investimentos”, destacou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

É o segundo mês consecutivo que o Paraná atinge a marca expressiva. Os 24.342 postos de trabalho com carteira assinada gerados em janeiro de 2021 também representaram o melhor resultado para o primeiro mês do ano na série histórica.

O levantamento foi feito pelo Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho com base nos dados divulgados na terça-feira (30) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) – o órgão é vinculado ao Ministério da Economia.

“Com os desempenhos somados, podemos dizer então que foi o melhor bimestre da história”, destacou Suelen Glinski, chefe do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda. Considerando os dois meses, o saldo de admissões chegou a 65.958, terceiro melhor resultado do País – apenas São Paulo e Minas Gerais apresentaram números melhores.

Ela lembrou que desde 2019, com o início da gestão do governador Ratinho Junior, o Paraná apresenta em fevereiro saldo positivo entre contrações e demissões, com crescimento ano a ano – foram 18.254 em 2019; 24.774 em 2020; e, agora, 41.616. “É o único estado da Região Sul que conseguiu esse aumento substancial e consecutivo”, afirmou.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da Agência Estadual de Notícias
SEMANA 01 Faccrei