Notícias

Homicida deixa prisão e é baleado por pai e irmão de vítima


Brasil Net

Indianara foi morta a facadas quando chegava em um curso em 2018

Foto: Divulgação
O assassino foi preso e condenado um ano depois

Um homem (foto destaque a direita), autor de feminicídio, foi ferido após deixar a prisão beneficiado pela “saidinha temporária” do Dia das Mães e o padrasto dele foi morto em uma casa, em Anchieta, no extremo Oeste de Santa Catarina.
A suspeita da polícia é de que o crime tenha sido motivado por vingança da família da vítima assassinada praticado pelo preso.
A casa do detento, de 33 anos, foi arrombada e ele foi baleado junto ao padrasto, de 53, que morreu. O caso foi registrado na noite da última segunda-feira (13).
A Polícia Civil suspeitou que os tiros tivessem sido disparados pelo pai e pelo irmão de Indianara Aparecida de Moura, vítima do feminicídio (foto destaque à esquerda).
A jovem tinha 22 anos quando foi morta a facadas pelo homem baleado. O feminicídio foi registrado em 2018 e o homem foi condenado em 2019.
Os suspeitos foram encontrados em casa, no município vizinho de Campo Erê. Um terceiro suspeito, que não tem parentesco com a dupla, também foi preso por suspeita de envolvimento com o crime.
Ele estava escondido em um caminhão no momento da abordagem policial, informou o delegado.
Os suspeitos foram presos em flagrante por tentativa de homicídio e homicídio consumado. Eles passaram por audiência de custódia, mas não tiveram nomes divulgados pela polícia.
A vítima dos tiros está internada. Ele foi encaminhado a um hospital da região e não corre risco de morte, mas deve ser ouvido pela polícia, assim como outras testemunhas do caso.

 

FACCREI - VESTIBULAR


Fonte: Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal UOL
CN INSTITUCIONAL