Notícias

Adolescente diz que foi obrigada a se prostituir em Cornélio Procópio


Brasil Net

A jovem procurou o Conselho Tutelar para denunciar duas mulheres donas de um estabelecimento na área central da cidade

Foto: Ilustrativa
A jovem estava à procura de um emprego

Por volta das 15h45 da tarde de sexta-feira (10), conselheiros tutelares acionaram a Polícia Militar de Cornélio Procópio após receberem uma denúncia de situação de exploração sexual de menores na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, na área central da cidade.
Segundo a PM, uma adolescente de 17 anos procurou o Conselho Tutelar relatando que teria sido obrigada a se prostituir para duas mulheres ao procurar serviço em um bar localizado naquela região da cidade.
De acordo com a PM, a jovem informou aos conselheiros que quando se negou a continuar, teve seus pertences tomados pelas proprietárias do estabelecimento que lhe disseram que a mesma possuía uma dívida para com elas.
Perante ao relato da jovem, equipes policiais foram até o estabelecimento, onde abordaram as suspeitas.
No local os policiais apreenderam um caderno com uma lista de nome de mulheres que supostamente realizavam programas sexuais para as implicadas e uma caixa com preservativos masculinos.
Na sequência as acusadas foram encaminhadas à delegacia de Polícia Civil e ainda feita a apreensão do veículo no qual elas se encontravam no momento da abordagem inicial, pois possuía débitos, informou a PM.

 

FACCREI - VESTIBULAR


Fonte: Redação Cornélio Notícias, com informações do Setor de Comunicação Social da Polícia Militar
CN INSTITUCIONAL