Notícias

Mulher tenta matar companheiro a golpes de chave de fenda em Leópolis


Brasil Net

Ela ainda teria usado um bastão de madeira para ferir o homem

Foto: Ilustrativa
A vítima precisou ser encaminhada para atendimento médico

Segundo informações da Polícia Militar de Leópolis (19 Km de Cornélio Procópio, no final da noite de quarta-feira (8), um cidadão bastante ferido foi até o destacamento da corporação na cidade para procurar ajuda.
De acordo com a equipe de serviço, o homem apresentava ferimentos no rosto, com intenso sangramento e várias escoriações pelo corpo.
Ao ser questionado sobre as lesões, ele relatou que pouco antes foi vítima de uma tentativa de homicídio pratica por uma mulher a qual ele convive, que teria usado uma chave de fenda.
Conforme informou a vítima, a mulher teria usado a ferramenta para deferir vários golpes em seu rosto e um bastão de madeira, que lhe causou uma possível fratura no nariz, um corte profundo na boca e as lesões em seu corpo.
Logo, os policiais acionaram a equipe do SAMU, que rapidamente veio em socorro e após o atendimento primário encaminhou a vítima para a Santa Casa em Cornélio Procópio.
Ainda, segundo a PM, diante dos fatos, foi realizada diligencias no intuito de encontrar a acusada, que foi localizada próxima ao destacamento, contudo, a mesma tentou empreender fuga, bem como resistiu a abordagem, vindo a desacatar a equipe policial com palavras de baixo calão, sendo necessário o uso de algemas.
Questionada sobre o motivo da brutal agressão contra o companheiro, a mulher alegou que não teria sido ela a autora e sim seu tio.
Buscando maiores informações sobre o ocorrido, a equipe foi até o local onde teria ocorrido a agressão, onde populares relataram terem visto apenas a mulher, que estava bastante agressiva no momento, ameaçando as pessoas que passavam pela rua.
Perante os fatos, a mulher recebeu voz de prisão e foi encaminhada para os procedimentos cabíveis.
A PM informou que há aproximadamente uma semana já houve outros registros de agressão entre os envolvidos e também um registro de incêndio no local onde o casal mora, sendo o caso repassado a Polícia Civil.

 

FACCREI - VESTIBULAR


Fonte: Redação Cornélio Notícias, com informações do Setor de Comunicação Social da Polícia Militar
CN INSTITUCIONAL