Notícias

Suposto padre é investigado por golpe financeiro em fiéis


Brasil Net

O suspeito usava as redes sociais para atrair pessoas para um esquema de investimento, mas depois sumiu

Foto: Reprodução/TV Record
Suposto padre é investigado por pirâmide financeira no Paraná

Um homem identificado como padre Luiz Carlos dos Santos é investigado pela Polícia Civil do Paraná como operador de uma pirâmide financeira e pode responder por estelionato e fraude. As informações são do Domingo Espetacular, da TV Record.
O suspeito usava as redes sociais para anunciar propostas de investimento financeiro. Ele prometia lucros de 50% a cada sete dias.
O investigado se apresenta como ortodoxo missionário, mas a igreja ortodoxa tradicional no Brasil diz que ele não faz parte da congregação.
Segundo a TV Record, Luiz Carlos foi ordenado padre pela Igreja Católica em 1997 na ordem dos franciscanos em Ponta Grossa. A Igreja Católica confirmou a informação à emissora, mas não soube informar o paradeiro do padre.
Os investidores tinham que enviar o dinheiro para a conta de uma ONG aberta pelo suposto padre. A organização tem como atividade, no cadastro do CNPJ, a assistência a pessoas com distúrbios mentais e dependência química. No endereço cadastrado não havia informações sobre a ONG.
Segundo a reportagem, centenas de pessoas fizeram transferências para Luiz Carlos. Algumas receberam lucros, mas que durou pouco.
"Eu também recebi umas duas vezes, depois não pagou mais", relatou Marco Antônio Madri, desempregado.
Sem o retorno financeiro, as pessoas começaram a duvidar do investimento; o suposto padre sumiu e parou de responder as mensagens.
"Perder esses R$ 300 foi bastante, um volume para mim. Para outras pessoas não é nada, mas para a gente foi um dinheiro bastante grande", declarou a dona de casa Maria Silva.
Luiz Carlos dos Santos disse que foi enganado. À TV Record, o homem afirmou que conhecia três traders (que operam na Bolsa de Valores) que indicaram que ele arrumasse arrecadações para a ONG, pois eles investiriam os valores para fazer render o montante das doações. Ele disse que foi enganado por um dos traders.

 

FACCREI - VESTIBULAR


Fonte: Redação Cornélio Notícias, com informações do UOL
CN INSTITUCIONAL